Seguidores

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Pintura em madeira (1)

"Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destroe seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor, ou não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco, e os pontos sobre os iis em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho nos olhos, sorriso dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.

Morre lentamente que não vira a mesa quando não está feliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva que cai incessante.

Morre lentamente quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não respondem quando indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples fato de respirar.

Somente a perseverança fará com que conquistemos um estado esplendido de felicidade.

Pablo Neruda





Estas duas peças em madeira foram pintadas com branco envelhecido e pasta metálica e detalhes em estencil. Eles são ótimos, pois cabem em qualquer cantinho, e acomodam vasos de flores, enfeites, velas,tc...

9 comentários:

Joana disse...

Adoro vir no teu blog, sempre encontro idéias ótimas para a renovação de móveis. Vi uma peça destas esta semana numa loja de móveis usados em Curitiba (lá é o paraíso de coisas antigas) pena ser tão longe e não caber na mala. Beijos
Joana

Pintinhas disse...

Olá estive a dedicar um pouco do meu tempo a ver o teu blog, gostei muito de muitas coisas que fazes e mpartilhas, bjs.

Ana Rodrigues disse...

Olá!
Que belo trabalho!
Ficaram bem lindas!
Em conjunto ficou um cantinho muitissimo agradavel!
Bjs e continuação de boa semana

Teresa Vidinha disse...

Olá, gosto muito de vir aqui e ver as tuas criações para recuperar peças.
Um beijo
Teresa Vidinha

Meus Netos...Minha Fortuna!!! disse...

Olá amiga

Como sempre as tuas reciclagens, são super MAGNIFICADAS!

Um grande beijinho com muito carinho e amizade

Vóvó Cassilda

Anônimo disse...

Cidinha,

Obrigada pela visita ao meu blog e pelos comentários atenciosos.
Foi ótimo, porque lembrei de visitar o seu blog e fiquei novamente encantada com tudo. Com os textos, com as figuras...
E nessa postagem, aproveitando o lindo poema de Neruda, acho que nós sabemos que enquanto alguns estão morrendo lentamente por não viverem bem, aqueles que fazem do artesanato a sua terapia estão vivendo mais e melhor.
Um grande beijo,
Gina

artes_romao disse...

boa noite,td bem?
k bom, tantas novidades...
e todas elas maravilhosas, adorei.
parabens.
fika bem,jinhos***

Carla disse...

Esta peças estão incrivelmente bonitas, amei amei amei, voce sempre me deslumbra com a volta que dá ás peças. Obrigado pelas palavras de incentivo que voce sempre me deixa. Um grande beijão e um feliz fim de semana

anjoartes disse...

Nossa ,ficaram lindas!
Tenho que reformar algumas peças de casa e aqui tem otimas ideias.
Beijos
Angela